3.1.09

Não há nada melhor que não falar! O sistema vai directinho à fonte...a interconecção que o sistema me arranja: põe-me em competências interpessoais, que as pessoas falam comigo sem ser necessário falar directamente comigo. Respondem-me sem ser necessário eu abrir bico.

Maravilha da ciência... eu também só devo ser reconhecida quando já estiver  morta e enterrada. Porque o meu sofrimento é grande.

A fama que não tenho e que não me é reconhecida, mas sentida em qualquer parte do mundo, não me dá passaporte: nem na família, nem nos amigos, nem nos outros países.

P'RA QUE É QUE ISTO SERVE? Só se passar uma noite a bater punhetas. Porque está tudo no sistema: nada do que eu, peço ou desejo, ou informo como necessário para atingir o orgasmo. Nada como um fantástico pénis (cock, como diz o escocês).

Diz-me sistema: quando é que tenho direito a esperma, a contracções uterinas, e a afagos, com pénis, do clitóris. Seria o mínimo a pedir... Tudo o que seja fora disto, é p'ra pôr na alheta. Sei que volto a portugal, no dia 14, tão incólume como p'ra lá entrei. Se me pudesse matar debaixo de um comboio, se me ajudassem a aniquilar o sistema...

 

link do postPor memorexquer, às 17:42  ver comentários (1) comentar

 
mais sobre mim
Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15

19
20
21
22
23
24

26
27
31


arquivos
2009

2008

subscrever feeds
blogs SAPO