12.12.08

 

 

Não posso deixar de agradecer à minha amiga MJ este empurrãozinho na arte de escrever um post, que por isso mesmo, é o artigo primeiro.

Que este pequeno apontamento seja o início, de uma actividade, que se pretende teórico-prática, reprodutiva e recreativa, e acima de tudo questionar e apresentar soluções, opiniões e truques.

Gostaria de ter uma comunicação versátil, mas independente, prática mas que fuja ao senso comum, real mas que inaugure o sonho. Um exercício, mas porque não tentar, a ficção. Já alguma vez escreveu uma história? Eu acabo de escrever uma; a minha.

O convívio com os bichos, com os donos dos bichos, com a comunicação para além do óbvio, com o espaço à autonomia e independência, com o querer no meio das interacções.

Às vezes sinto vontade de falar só p'ra mim. Direito ao meu espaço, que eu não quero compreendido. O que mais gosto nos poemas da minha amiga, é haver espaço a uma interpretação secundária, porque a primária é saltar o barranco do significante e chegar ao significado.

O meu obrigado!....

link do postPor memorexquer, às 22:40  ver comentários (2) comentar

 
mais sobre mim
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

30


arquivos
2009

2008

subscrever feeds
blogs SAPO